19, fevereiro, 2013

Miolo Lote 43 safra 2011

 

Elaborado somente em safras excepcionais, o Miolo Lote 43 é um corte harmônico de Merlot  e Cabernet Sauvignon cultivados nos vinhedos da família Miolo. Esta é a primeira safra do vinho com D.O. – Denominação de Origem Controlada do Vale dos Vinhedos. A Miolo Wine Group abriu a pré-venda da safra 2011 por quinze dias a partir de 14 de fevereiro pelo preço de R$ 564,00 a caixa com seis garrafas. O Miolo Lote 43 2011, é a sexta edição do vinho e chega ao varejo e lojas especializadas a partir da primeira quinzena de abril.
 
“A safra de 2011 foi histórica. Condições climáticas favoráveis, aliadas a modernas práticas de manejo, possibilitaram a elaboração de grandes vinhos”, afirma Adriano Miolo. Segundo ele, a qualidade da safra garantiu a produção de toda a linha super premium da Miolo Wine Group.
 
O Lote 43 é uma homenagem ao italiano Giuseppe Miolo, patriarca da família, e leva o nome da terra recebida pelo imigrante ao chegar ao Brasil. Sua elaboração adapta o conceito do "cru", que se refere ao pedaço especial de terra cultivada em um vinhedo, dentro de uma área de denominação de origem controlada. 
 
Utilizando-se das melhores tecnologias de produção, o Miolo Lote 43 é um vinho que apresenta características próprias para o envelhecimento e possui estrutura suficiente para suportar muitos anos de garrafa. É envelhecido por cerca de um ano em barricas novas de carvalho francês e americano.  Depois de engarrafado, permanece durante mais um ano nas caves subterrâneas da vinícola. O Miolo Lote 43 é um vinho com reconhecimento internacional, sendo exportado para países como Japão, Suiça, USA, Inglaterra, China e Alemanha.
 
Serviço
Pré-venda Miolo Lote 43
Data: 14 a 28 de fevereiro
A venda pode ser feita pelo telefone 0800 9704165 ou pela loja virtual da MWG: http://loja.miolo.com.br

Colunistas

Ver tudo
22 de fevereiro de 2020

Como cuidar da saúde no carnaval, evitar a ressaca e mais

Autor: Raquel Pessoa

28 de novembro de 2019

As “cervezas” dos “hermanos”: cenário e cervejas na Argentina

Autor: Samuel Magalhães (@SamCervas)

css.php