26, julho, 2012

Vinhos: mercado em crescimento

 

Maurício Nascimento é o novo sommelier da loja Grand Cru de Fortaleza
Depois de morar no Rio de Janeiro por 19 anos – dez deles dedicados ao ramo de vinhos – Maurício Nascimento está de volta ao Ceará, sua terra natal. Ele acaba de assumir como sommelier da lGrand Cru e já prepara novidades. “Meu objetivo é servir bem a todos os clientes, desde o já iniciado até o leigo. Estou lá para ajudar no que puder e trocar ideias”, afirma.
 
Maurício conta que pretende atrair novos apreciadores através de cursos e degustações harmonizadas. “Tudo com muito didatismo”, garante. “Isso, aliado ao fato de a Grand Cru ter diversos rótulos exclusivos com ótimo custo-benefício tem tudo para ser sucesso”. A oportunidade de voltar, revela o sommelier, surgiu em 2009, quando o empresário André Linheiro, sócio da Grand Cru, conheceu um amigo seu no Chile. A negociação vinha acontecendo desde então, mas só agora vingou. “Já estava na hora de voltar para casa; estou unindo o útil ao agradável”, declara Maurício, que nasceu no município de Guaraciaba do Norte.
 
Ele destaca ainda o bom momento vivido pelo Ceará com o mercado de vinhos atualmente. Ele diz que, há 10 anos, o Estado nem figurava nos rankings e estatísticas de consumo, no País. “Hoje, ocupa a décima posição”.
 
Carreira 
O sommelier lembra do exato momento em que se apaixonou pelo mundo dos vinhos. Foi após um gole do espanhol Marques de Arienzo, produzido na região de Rioja. Dali em diante, decidiu que queria se especializar no assunto. E investiu em qualificação: nos últimos oito anos passou por diversos cursos oferecidos pela Associação Brasileira de Sommeliers (ABS) carioca. Neste período, Maurício passou por algumas das mais importantes casas do Rio, como a própria Grand Cru, Expand e, mais recentemente, a Cavist Vinhoteca & Restô.
 
Perfil
Idade: “37 anos”
Tinto ou branco? “Ambos, incluindo os espumantes”
Dica de viagem para quem quer ter um primeiro contato com o vinho: “Serras Gaúchas. O Brasil tem produzido ótimas safras e sou a favor da valorização do produto nacional. Depois, claro, pode-se conhecer a Argentina, o Chile…”
Um vinho perfeito: “Château Cheval Blanc 1996 Premier Grand Cru Classe ‘A’, que é francês”